quinta-feira, 2 de agosto de 2018

Vídeo: médicos assistem paciente passando mal em recepção do Hospital Municipal de Salvador


Um paciente passou mal na recepção do Hospital Municipal de Salvador e três profissionais de saúde ficam em volta sem atendê-lo, segundo o site Bocão News. Outra pessoa registrou a cena e no vídeo explica que o paciente estava esperando pelo atendimento há mais de seis horas. “Chama a polícia aí. Os pacientes morrendo, caindo aí e os médicos todos passeando pra lá e pra cá, no celular, no WhatsApp aí. Os médicos não fazem nada”.
Nas imagens é possível ver os pacientes reclamando e os profissionais saindo da recepção, voltando para os consultórios e alguns ficavam de longe observando o paciente caído no chão. Depois de 1 minuto de vídeo, o homem começa a convulsionar e bater a cabeça no chão, mas os profissionais de saúde não ajudam, nem se encostam ao jovem para socorrê-lo.
Um homem segura os braços do rapaz para tentar acalmá-lo até que uma médica aparece com uma caixa de luvas para atender o paciente.
Além disso, pacientes afirmam que a estrutura do hospital é grande, mas nem todas as salas estão sendo utilizadas, pois falta material humano e produtos básicos para o atendimento.
Em nota, o Hospital Municipal de Salvador, administrado pela Santa Casa da Bahia, informou que o paciente procurou a unidade na segunda feira (30) e foi classificado como perfil verde, de menor gravidade, conforme Protocolo de Manchester. O hospital afirmou que W.B.S. foi atendido e medicado às 16h38h. “Sobre o vídeo que chegou ao conhecimento da entidade gestora, a Santa Casa esclarece que o relato do material não corresponde com o real quadro clínico do paciente que, por ética médica, não será trazido à público. A assistência ao paciente foi prestava e o mesmo encontra-se ainda em internação hospitalar, com condição clínica estável”.
Quanto as reclamações sobre a demora no atendimento, a Santa Casa explicou que o Hospital Municipal vem “recebendo um número de pacientes superior a média das demais unidades de saúde da cidade – fator que tem levado à demora no atendimento de pacientes considerados de baixo risco, como exposto também no vídeo, gerando insatisfação entre os usuários”.
O hospital está atendendo a uma média diária de 180 pacientes. Mas, segundo a nota, no dia em que o vídeo foi gravado, foram realizados 235 atendimentos na emergência, o que ocasionou a espera “atípica”.
*Bnews

Nenhum comentário:

Postar um comentário